Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.24/373
Título: As mulheres e os discursos genderizados sobre o amor: A caminho do “amor confluente” ou o retorno ao mito do “amor romântico”?
Autor: Neves, Sofia
Palavras-chave: amor; feminismo crítico; construccionismo social.
Data: 2007
Resumo: O papel do amor na dinâmica da intimidade é inegável nas sociedades ocidentais, sendo inclusivamente um dos elementos centrais da vida social. O argumento de que o amor constitui o motor do desenvolvimento das relações interpessoais, sobretudo para as mulheres, representa uma peça fundamental na construção dos discursos sociais sobre a felicidade humana e os factores que a configuram. Tradicionalmente perspectivado como feminino, o amor tem sido apontado às mulheres como a sua suprema vocação,1 enredando-as, não raras vezes, num ideal de intimidade potencialmente castrador da sua autonomia e liberdade pessoal. Este artigo pretende reflectir criticamente a respeito das implicações da construção social dos discursos sociais sobre o amor na vivência da intimidade adulta feminina heterossexual, a partir de uma leitura feminista crítica. Discute-se neste documento a importância de assumir o discurso amoroso como um discurso paritário e democrático.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.24/373
Aparece nas colecções:Artigos em revistas indexadas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Neves2007REF.pdf70,2 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.